Marte retrógrado – conselhos a Putin e outros - Luiza Azancot

Português, Portugal
03/16/2014


Marte retrógrado – conselhos a Putin e outros

Março 12, 2014 - by Luiza Azancot


No dia 1 de Março ouvi a seguinte noticia: “O parlamento russo aprova o ataque à Ucrânia a pedido do presidente Putin.” E imediatamente tive um pensamento lamentoso “Quando é que os políticos tomam juízo e consultam astrólogos?

A origem deste pensamento está na orbita aparente de Marte. Nesse mesmo dia Marte ficou estacionário e iniciou o seu movimento retrógrado.

Marte completa a sua orbita a volta do Sol em 688 dias mas uma vez cada dois anos, visto a partir da Terra, “parece” que diminui de velocidade até ficar parado e depois “parece” que anda para trás (movimento retrogrado). Ao fim de dois meses e meio, fica novamente quase parado e depois retoma a sua orbita habitual.

O planeta foi baptizado com o nome do deus romano da guerra, possivelmente porque tem uma aparência vermelha, a cor do sangue. O Marte mitológico era valente e corajoso e tinha como companheiros Hons (honra) e Virtu (virtude). Os romanos consideravam-no tão importante que deram o seu nome ao mês de Março, mês em que o Sol entra em Carneiro, signo regido por Marte.

Marte
Marte e as suas luas


Os deuses romanos têm a sua origem na mitologia grega onde Marte se chamava Ares e tinha uma narrativa mais brutal. Andava sempre acompanhado de Deimos (medo) e Phobos (pânico), aliás os nomes que os astrónomos do séc. XIX escolheram para as suas duas luas. A irmã gémea de Ares chamava-se Eris (discórdia). Tinha outra irmã, mais civilizada mas também guerreira, Atena, que o descreve como uma coisa raivosa, vinda do mal. Não sei explicar porque é que Marte teve um upgrade na transição da Grécia para Roma, mas para perceber a sua energia acho que é necessário incorporar o aspecto nobre e o feroz. A guerra tem com certeza estas duas facetas.

Uma guerra no entender desta pacifista é sempre uma péssima ideia mas em termos históricos tem-se verificado que as guerras que começam quando Marte está retrogrado, estacionário ou muito lento tem péssimos resultados para o agressor. Quem começa perde!

Datas de Marte retrógrado:

1939 – 22 de Junho a 24 de Agosto  - Hitler tinha marcado a invasão da Polonia para 26 de Agosto. Acabou por se realizar a 1 de Setembro, com Marte praticamente estacionário.

1965 – 28 de Janeiro a 19 de Abril - O Vietnam já era teatro de guerra há muito tempo, mas o início oficial do envolvimento americano no terreno foi a 8 de Março quando Lyndon Johnson envia para o Vietnam 3.500 marines.

1980 – 16 de Janeiro a 6 de Abril - A Rússia tinha uma presença no Afeganistão a pedido do governo local desde 1978 mas decide passar para uma luta armada activa nos princípios de 1980.

1982 - 20 de Fevereiro a 11 de Maio - A Argentina invade as Ilhas Maldivas / Falkland no dia 2 de Abril.

1995 – 2 de Janeiro a 24 de Março - A Rússia invade a Chechénia em Dezembro de 1994 com Marte estacionário. A guerrilha local reage, os Russos vão-se embora e Yeltsin declara que a Chechénia poder-se-ia tornar um segundo Vietnam. E tinha razão!

2009 -2010 – 19 de Dezembro a 11 de Março - A actual guerra no Afeganistão começou em Outubro de 2001 com Marte directo, mas Obama oficializa a política da intensificação da presença militar e reforço das hostilidades a 27 de Janeiro de 2010. Desde 2010 mais de 2000 soldados já morreram na Operação Enduring Freedom, muitos milhares ficaram feridos sem contar com os números astronómicos de civis atingidos, incluindo mulheres e crianças. Quando é que os americanos percebem o que Yeltsin percebeu!

Conselhos a Putin

2014 – 1 de Março a 21 de Maio - Putin não pode falar com o Yeltsin porque este já morreu mas pode consultar livros de história e um astrólogo. Se calhar não quer ou não consegue…

A parte da carta onde transita Marte durante o movimento retrógrado vê a sua energia intensificada. Marte está retrógrado em Balança e Putin tem 4 planetas em Balança na casa 12 onde as energias operam a nível inconsciente. Uma verdadeira panela de pressão. Presumo que parte da luta é com ele próprio e está a desenterrar velhos rancores. Infelizmente é o presidente da Rússia e os seus complexos pessoais tem implicações mundiais. Putin, não esqueças que a casa 12 é onde habitam os inimigos secretos e que na maioria das vezes o inimigo secreto somos nós.  

Putin

A casa 12 e o Ascendente natais de Vladimir Putin

Para os non Putin

Marte não só explica como gerimos situações de conflito mas também como criamos o nosso espaço próprio, de quanta autonomia precisamos, como iniciamos projectos e como vivemos a nossa sexualidade. A regra para aproveitar os períodos de Marte retrógrado é: rever, redefinir os projectos em curso, reexaminar a nossa vida sexual,reconsiderar donde vem a raiva e também de onde vem a coragem. E sobretudo não entrar em guerra!

http://www.luizaazancot.com/pt/